12.10.07
fantásticos espaços do círculo - hiperbórea (2)
Olhemo-nos de frente. Somos Hiperbóreos, e sabemos muito bem como vivemos distantes. "Nem por terra nem por mar encontrarás o caminho que conduz aos Hiperbóreos" - como já dizia Píndaro de nós. Para além do Norte, dos gelos, da morte - a nossa vida, a nossa felicidade... Descobrimos a felicidade, conhecemos o caminho que a ela conduz, encontramos a saída após milhares de anos de labirinto.

Friederich Nietzsche
in O Anticristo, 1888.

Hiperbórea (1)
 
posted by Eduardo Brito at 17:15 | Permalink | 0 comments
10.10.07
a neve vermelha.

Neve vermelha no Círculo do Urso.
Fotografia: © DR.


Desde sempre que a neve vermelha surpreendeu os viajantes polares. À primeira vista pode parecer sangue. Assim o relatam alguns exploradores, de tempos já sem memória. Mas uma simples aproximação demonstra que não. Durante séculos, muito se especulou sobre a sua origem, se mineral, se orgânica. Em maio de mil oitocentos e dezoito a expedição de John Ross avistou neve vermelha ao largo do Cabo York na Gronelândia. Recolheu amostras para se descobrir a origem deste fenómeno. Os jornais da altura noticiavam que o fenómeno não seria meteorológico “já que John Ross não tinha visto a neve vermelha a cair”. Descreviam a neve vermelha como “parecida com o Vinho do Porto tinto” e descartavam a hipótese da sua “origem estar ligada com a cor do solo, uma vez que assim não seria possível que existisse no gelo”. As análises feitas de tais amostras concluiram, erradamente, que a neve vermelha se devia à oxidação do ferro existente. Só no final de oitocentos é que se descobriu que a neve vermelha mais não é que protococcus, uma alga cujo citoplasma fica vermelho por força da exposição à luz.
 
posted by Eduardo Brito at 16:27 | Permalink | 2 comments
3.10.07
postais do círculo do urso - 16 - kondinskie ozera, sibéria.
Parque Natural Kondinskie Ozera, quase Círculo do Urso.

Parque Natural Kondinskie Ozera, quatrocentos quilómetros a oeste de Khanty-Mansiysk. Sim, havia plataformas de extracção de petróleo num parque natural. nesse sítio iam fazer sete furos!!!

MR, em email enviado a EB, Setembro de 2007.
Fotografia: © MR.
 
posted by Eduardo Brito at 19:29 | Permalink | 0 comments
postais do círculo do urso - 15 - sibéria pré-círculo do urso.

Aqui na siberia não está tanto frio assim. Não consigo encontrar postais, algo de perfeitamente incompreensível. Portanto, envio-te duas fotos sem qualquer tratamento. Mas são as minhas favoritas. A foto do balde à beira lago foi tirada na área protegida de Elizarovskiy Zakaznik no leito de cheia do rio Ob, a jusante de Khanty-Mansiysk. A foto da árvore morta à beira lago foi tirada na Turfeira Kukushino, sessenta quilómetros a este de Khanty-Mansiysk.

MR, em email enviado a EB, Setembro de 2007.
F
otografia: © MR.
 
posted by Eduardo Brito at 19:23 | Permalink | 0 comments
postais do círculo do urso - 14 - Þingvellir, islândia.
Parque Nacional de Þingvellir, Islândia, Pré-Círculo do Urso
Fotografia: © MR.
 
posted by Eduardo Brito at 19:19 | Permalink | 0 comments
postais do círculo do urso - 13 - gullfoss, islândia.
Cascata de Gullfoss, Islândia, quase no Círculo do Urso.
Fotografia: © MR.
 
posted by Eduardo Brito at 19:15 | Permalink | 0 comments
eXTReMe Tracker